Informações Gerais

O Ciência sem Fronteiras é um programa que busca promover a consolidação, expansão e internacionalização da ciência e tecnologia, da inovação e da competitividade brasileira por meio do intercâmbio e da mobilidade internacional. A iniciativa é fruto de esforço conjunto dos Ministérios da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e do Ministério da Educação (MEC), por meio de suas respectivas instituições de fomento – CNPq e Capes –, e Secretarias de Ensino Superior e de Ensino Tecnológico do MEC.

Os objetivos do programa são:

  • Formar estudantes brasileiros com experiência internacional.
  • Desenvolver projetos de pesquisa, estudos, treinamentos em instituições de excelência no exterior e com reconhecimento internacional.
  • Internacionalizar as instituições de ensino superior e centros de pesquisas brasileiros.
  • Propiciar maior visibilidade internacional à pesquisa acadêmica e científica no Brasil.
  • Estimular e aperfeiçoar pesquisas no país, visando ao desenvolvimento científico e tecnológico e à inovação

O projeto prevê a utilização de até 101 mil bolsas de estudos para promover intercâmbios, de forma que alunos de graduação e pós-graduação possam estudar em universidades estrangeiras e realizarem estágio no exterior com a finalidade de manter contato com sistemas educacionais competitivos em relação à tecnologia e inovação. Além disso, busca atrair pesquisadores do exterior que queiram se fixar no Brasil ou estabelecer parcerias com os pesquisadores brasileiros nas áreas prioritárias definidas no Programa, bem como criar oportunidade para que pesquisadores de empresas recebam treinamento especializado no exterior. 

A Austrália é um país escolhido para participar do Programa Ciência sem Fronteiras pelo grande reconhecimento internacional e pela qualidade do ensino. Conta com as melhores Universidades da Austrália, figuradas entre as melhores do mundo para formação dos estudantes brasileiros, incluindo as universidades do  Group of Eight, que estão colocadas nos rankings mais importantes entre as 100 melhores universidades do mundo.

As modalidades oferecidas dentro do Programa CsF Austrália são:

  • Graduação Sanduíche (Study abroad).
  • Treinamento no Exterior (Occupational Treinee).
  • Doutorado Pleno ou Doutorado Sanduíche (Ph.D ou Doctor Degree).
  • Pós-Doutorado (Post Doctoral)

A duração da bolsa varia de acordo com as modalidades, de 6 meses à 4 anos.

O candidato deverá acompanhar as chamadas públicas e respeitar rigorosamente as condições e prazos estabelecidos em cada chamada. Deverá efetuar a inscrição no programa através do portal Ciência Sem Fronteiras.

Quais são os Requisitos para participar do Programa Ciência Sem Fronteiras? 

  • Estar regularmente matriculado em curso de nível superior nas áreas prioritárias.
  • Ter nacionalidade brasileira.
  • Nota do ENEM igual ou acima de 600, em teste realizado a partir de 2009.
  • Ter perfil de aluno de excelência, bom desempenho acadêmico segundo critérios da IES.
  • Ter cursado no mínimo 20% e, no máximo, 90% do seu curso.
  • Testes de proficiência na língua inglesa.
    • IELTS* (Academic): pontuação geral mínima 6.5 (para entrada direto na Universidade), com pontuação mínima 6.0 em cada banda individual. Para cursar inglês antes do ingresso na universidade a nota é 5.0 com pontuação mínima 5.0 em cada banda individual (Writing, speaking e  listening).
    • TOEFL* (IBT): com pontuação geral mínima de 79 (para entrada direto na Universidade), sendo que o writing deve ser de no mínimo 21. Para cursar inglês antes do ingresso na universidade a nota é 39 com pontuação mínima de 14 no writing e Speaking. 
      *Ambos os testes devem ter validade de no máximo 2 anos.

Áreas Prioritárias

Engenharias e demais áreas tecnológicas;
Ciências exatas e da terra;
Biologia, Ciências Biomédicas e da Saúde;
Computação e tecnologias da Informação;
Tecnologia Aeroespacial;
Fármacos;
Produção Agrícola Sustentável;
Petróleo, Gás e Carvão Mineral;
Energias Renováveis;
Tecnologia Mineral;
Biotecnologia;
Nanotecnologia e Novos Materiais;
Tecnologia de Prevenção e Mitigação de Desastres Naturais;
Biodiversidade e Bioprospecção;
Ciências do Mar;
Novas Tecnologias de Engenharia Construtiva
Indústria Criativa*
Formação de Tecnólogos nas áreas e temas listados nos itens anteriores

* Indústria Criativa: Arquitetura, Design Gráfico, Software e Desenvolvimento de Jogos de Computadores. Os demais cursos da área somente mediante análise e aprovação pelo CNPq.